terça-feira, 17 de março de 2015

Carina de Verdade: Distância no olhar

Olá amores!!!

No episódio anterior (clica aqui caso não tenhas lido) falei-vos da aproximação do rapaz lindo que eu tinha conhecido no verão anterior. Afinal ele queria mesmo ficar comigo, estar mais perto de mim. Mas isso não me deixou feliz, deixou-me ansiosa e baralhada. Mas tinhamos encontro marcado, naquela tarde.


6º Distância no olhar

Sim, eu estava apaixonada. Há coisas que devem ser pesadas, emoções que devem ser analisadas. De nada vale lutar por um amor quando não se está preparada para isso. De nada vale insistir numa relação que nos faz sofrer. Isso são lições que aprendi muito tempo depois.

Sempre tinha sido uma menina certinha, atinada. Tinha sempre muito medo de desiludir as pessoas que me apoiavam e que confiavam em mim. Existia o receio de que eu, namorando, me distanciasse dos estudos por exemplo. Eu conhecia-me e sabia que isso não ia acontecer... mas será que na prática não aconteceria? 

Aquele encontro ao fim da tarde estava a deixar-me agoniada. Um desejo interminável de ver aquele rapaz e uma tristeza imensa por ter poucos dias mais de férias ali, perto dele, no sítio onde sonhava morar... Mas fui... 

Encontramos-nos e assim que nos olhávamos só tinhamos capacidade de sorrir. Aquele sorriso idiota que não nos deixava sequer ter palavras para perguntar coisas simples tal com: "Como estás?". Assim que nos tentámos expressar por palavras, fiquei mais nervosa ainda. Ele conseguiu falar-me, dizer o que sentia por mim. Eu sentia o mesmo, mas não disse nada. 

Durante o nosso encontro, ele tentou dar-me a mão, acariciar-me o rosto, mas eu evitava pois era extremamente insegura e só me ocorria fugir dele. Mas ele sabia que eu gostava dele, e agarrou-me com força de repente, e sem me deixar reclamar beijou-me. O choque inicial passou, fiquei nos braços dele a trocar carinhos. Ele era tão lindo. Dizia baixinho que sempre pensava em mim e que só eu o tinha feito ficar assim, muito apaixonado.

Quando regressei a casa já estava com tantas saudades dele. Como o meu coração estava apertado e pequeno naquele momento... Não havia nada a fazer. Se queria lutar por ele, tinha de me habituar à dor da distância, pois ia voltar para o sul do país em breve. 

Voltamos a estar juntos algumas vezes. Encontros curtos e discretos, apenas serviam para nos olharmos de perto e trocar beijos e abraços, sempre na tentativa que chegassem para matar as saudades por alguns instantes. 

E o dia do fim das férias e do regresso chegou. Assim que cheguei a casa chorei. Recebi uma chamada dele... ele chorou! E o meu desejo de morar no Douro aumentava a cada dia. Talvez o voltasse a ver daqui a alguns meses. Mas até lá... tudo podia mudar!

Acreditam em relações à distância? Será que voltamos a estar juntos? E como ficaria a minha ambição de morar no Douro? Seria abalada com o decorrer desta história???

Descobre tudo no próximo episódio. Terça-feira há mais! Vê todos os episódios CLICANDO AQUI. Segue-me em tempo real no Instagram e segue os meus vídeos pessoais no Youtube.

Como lidar com uma relação assim???
O que fariam para apaziguar estes corações???
Beijinho***

4 comentários:

  1. Encantada! Ainda nao sei como essa historia vai acabar mas quem me dera ter um amor assim ... Apesar de ser dificil uma relaçao a distancia ... Parece ser tao genuino ihih estou mesmo a adorar
    Beijinho Carina :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá minha lindaaa!!!
      As coisas mudam de um momento para o outro... e o que é bom... pode mudar também!
      Que bom que estás a gostar minha linda <3
      Um beijinho doce!!!

      Eliminar
  2. Ola, estou a adorar a tua história e fico ansiosa, para saber como vai continuar.
    Escreves muito bem, parabéns...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sai hoje :D
      Um beijinho linda... Fico tão feliz que estejas a gostar <3
      Kiss kiss

      Eliminar

Gostaste do post??? Escreve-me a tua opinião, sugestões etc... Responderei assim que aprovar o comentário sim??? Beijinho <3