Carina de Verdade: Alimenta a tua chama!!!

Olá amores!!!

No último episódio falei-vos de uma fase da vida que seria supostamente de alegria e felicidade máxima mas que se tornou num momento de profunda desilusão e desmotivação. Como superar? Se não viste o episódio anterior clica aqui


19 Alimenta a tua chama

Assim que um novo ano começou eu já não aguentava as minhas vozes internas. Elas só me estavam a desesperar cada vez mais. Diziam-me que eu era uma inútil e que tinha deitado toda a minha vida fora na luta por um sonho que me estava a "engolir". A força e a determinação que sempre tive não estava em parte nenhuma. Nenhuma pessoa me conseguia apaziguar, acalmar, motivar. 

O que ia ser de mim? O que fazer? Como me levantar?

Sei que muitas pessoas, em algum momento da vida, passam por algum tipo de depressão, mais ou menos profunda. Ou momentos em que a ansiedade e a preocupação dominam os nossos dias como estava a acontecer-me. É muito difícil encontrar o "clique" que nos faça sair daquele ciclo vicioso de desânimo. Para muita gente é quase impossível,

Tenho de vos dizer amores que estar triste é perfeitamente válido e normal. É uma fase muito boa para fazer introspecção. Para ouvir as vozes más da nossa cabeça e analisar realmente o que dizem... Será que faz sentido? Será que nos ajudam essas vozes? Elas dizem muitas vezes: "ninguém gosta de ti", "és uma inútil", "não serves para nada", "ninguém precisa de ti", "não tens nada e não vais ter nada, nunca", "nada de bom te vai acontecer", "a tua vida ficará assim, triste e estagnada para sempre"... Qual a função dessas vozes internas afinal? O que fazer para que mudem ou se calem?

Amores. As vozes não têm culpa. Elas fazem parte de nós. Podemos começar por despreza-las, substitui-las ou então mudar de foco para que não gritem tão alto. Demorei muito tempo a ter essa capacidade, mas a minha tristeza já estava no limite e notei que ouvir aquelas vozes só me iria puxar cada vez mais para o fundo do fundo...

Assim que comecei a ter alguns momentos de descanso e lucidez entendi que dormir era fundamental para retomar um funcionamento mental mais normal e positivo. Não nego que precisei de apoio médico para isso. Mas tinha de começar por algum lado... Depois de dormir melhor acordava imediatamente menos derrotada e pessimista. 

Parei de me lamentar por não ter trabalho e passei a dividir melhor o meu dia para ter algum tipo de rotina. Mesmo estando sempre em casa pois o inverno estava gelado, criei uma rotina. Isso também me trouxe mais paz de espírito. Acordava e arranjava-me, comia alguma coisa e passava a manha a procurar propostas de trabalho e a enviar e-mails, depois do almoço lia um livro junto da lareira (aproveitei para ler aquele livros enormes do José Rodrigues dos Santos que queria ler mas que antes não tinha tempo). Depois ia ver uma série ou um filme, SÓ COMÉDIAS (serem comédias é muito importante pois o riso é realmente uma terapia). Antes do meu banho no final do dia fazia um pouco de exercício em casa, umas danças e uns abdominais para mexer um pouco o corpo que passava o dia sentado.

Duas semanas depois de dormir bem e ter uma rotina assim passei imediatamente a sentir-me eu mesma novamente. Voltaram aos poucos as forças e as motivações. Aquela chama pequena que está dentro de nós e que nos esquecemos às vezes que existe. Ela voltou a arder. Comecei a sair de casa e a procurar estágios profissionais apresentando o meu trabalho de mestrado como portefólio, já que tinha sido feito para que me abrisse portas no Douro. Depois de negociar com algumas empresas que gostaram do meu trabalho e de alguma insistência minha (quando a empresa se interessou pelo meu trabalho passei a ir lá todas as semanas... chatear literalmente)... o estágio saiu no verão!

Sorrir e acreditar, querer. É o maior segredo e também o mais complicado. Como pode uma pessoa completamente desmotivada alimentar a sua chama? Lá está... O primeiro passo é ouvir atentamente as vozes que nos gritam e nos dizem as coisas mais horríveis na nossa cabeça... Cala-las ou substitui-las é dificil mas super possível tal como já descrevi. E acreditem amores. A vida pode estagnar por muito tempo... mas não ficará assim para sempre!

Um ano depois comecei a trabalhar no novo estágio e estava tão feliz. O sonho finalmente estava a concretizar-se... Só um ano depois. Aquilo que eu tanto queria: morar no Douro... ter lá a minha casa e trabalhar lá para ter as minhas coisinhas... Estava a acontecer... Mas foi preciso passar pelo escuro para ver a luz, e aprender que a chama que há em nós é mais forte do que parece. 

Entretanto a minha professora chamou-me para que fosse a Guimarães. Queria avançar com os papeis para que eu tentasse o Doutoramento e ter um trabalho em investigação. Estava bem agora naquele estágio.. mas era um estágio de 9 meses e não custava nada tentar já um trabalho para quando o estágio terminasse. Nada como tentar...

Descobre tudo no próximo episódio. O próximo episódio sai na próxima terça-feira amores! VÊ TODOS OS EPISÓDIOS CLICANDO AQUI. Segue-me em tempo real no Instagram e segue os meus vídeos pessoais no Youtube.

Já passaram por momentos de desanimo profundo?
Como superam?
Que conselho querem deixar às meninas que estão a ler e estão deprimidas?
Beijinho***

10 comentários:

  1. Adorei mais este capítulo :) De facto todos passamos por momentos bem difíceis, mas é preciso conseguirmos falar mais alto do que as vozes que tentam deitar-nos abaixo, levantar a cabeça e lutar pelo que mais queremos. E tu fizeste isso muito bem, parabéns :D Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. São momentos tensos que nos ensinam muito!
      :) Um beijinho querida Daniela <3
      Um beijinho ***

      Eliminar
  2. ola ;) tambem adorei este capitulo! só tenho a dizer que és uma guerreira e um exemplo a seguir.
    parabens pela tua força beijinhos desta tua admiradora ;)
    andreia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pelo carinho Andreia linda <3
      Um beijinho grande amore <3

      Eliminar
  3. É muito fácil que o que nos rodeia nos deite abaixo e custa muito dar a volta. É preciso termos consciência de onde estamos e de que queremos sair dali, ainda que não se saiba muito bem para onde ir.
    Tens toda a razão, estas fases menos boas, apesar de custarem muito, dão-nos força, fazem-nos conhecer-mo-nos melhor e crescer para que os passos seguintes sejam diferentes.
    Hoje mesmo publiquei no meu blog uma imagem engraçada que transparece isso mesmo: precisamos de passar pela tempestade para podermos ver o arco-íris. E as coisas, quando são assim, têm outro sabor e significado.
    Obrigada pela partilha, acreditar faz mesmo a diferença (eu que o diga, a vida tem-mo mostrado) e pensar negativo não serve de nada!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acho que apesar da aprendizagem é bem normal passar por momentos de desanimo.
      Servem sempre para aprender algo. Que a chama sempre arda em nós! Pois sempre nos conseguiremos levantar...
      Um beijinho minha linda <3 Obrigada pelo cometário amoroso!!!

      Eliminar
  4. Adorei este capítulo! Temos fases, há fases em que estamos muito tristes e entramos em depressão, mas com muita luta e com ajuda de quem amados ultrapassamos barreiras!!

    beijinhosss

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É sempre possível superar!!!
      Um beijinho querida Mia :D
      <3 Beijinho amore

      Eliminar
  5. Já tinha ouvido o teu "nome" antes e hoje, por acaso, dei por mim no teu blog e a ler todos os capítulos desta saga de uma vez. :) Nisto, tenho de perguntar, para quando o próximo? :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá minha linda <3
      Bem vinda :D
      O meu volume de trabalho aumentou por isso o blog ficou um pouco de lado e os meus videos foram reduzidos a 1 por semana!
      Mas espero que o blog volte a ser atualizado ainda esta semana linda!
      Um mega beijão***

      Eliminar

Gostaste do post??? Escreve-me a tua opinião, sugestões etc... Responderei assim que aprovar o comentário sim??? Beijinho <3